Páginas

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Você ainda vai se lembrar de mim.



O tempo passa né? Quantas vezes já olhamos pra trás e pensamos Eu deveria ter feito diferente, sempre é assim, por mais doloroso que seja a gente sempre olha pra trás e pensa como tudo poderia ter sido, ou pelo menos uma palavra ter sido diferente. Sempre quando penso que poderia ter sido diferente eu me lembro de você, e como poderíamos estar juntos agora. Foi algo que eu disse? Fui eu que acabei com tudo? Me diga, eu só preciso ouvir de você, por que tudo se perdeu no meio do caminho e eu não pude segurar as pontas, eu não faço ideia do que aconteceu. Conheceu outra garota? Você realmente se esqueceu de mim? Eu duvido muito de tudo o que anda falando com os seus amigos agora, eu duvido muito que não sinta nada, absolutamente nada.  É pouco provável você já estar com outro alguém, passou tão pouco tempo, você é diferente dessas caras que não sabem o que é o amor e o que ele significa, você não é frio, não é do tipo que se esconde entre luzes, ou no meio da multidão. Não fuja das respostas agora, não fuja do que está sentindo, e se você realmente sente alguma coisa, e me diga, não fuja de mim, não fuja da pessoa que mais te amou em todo sua vida. Não desvalorize um coração que sempre foi seu, e agora está em pedaços.
Não se preocupe com o tempo, irei partir daqui a pouco, seja feita a sua vontade. Mas não se esqueça, nossa história permanece dentro de mim, e em qualquer canto onde eu estiver eu me lembrarei das suas canções, do seu tom de voz, do seu violão, e seus olhos. Eu me lembrarei de cada pedacinho seu. Me lembrarei das noites que ficamos a sós e dava merda. Dava muita merda. Me lembrarei das risadas inocentes e puras, os seus dentes que brilhavam quando batia em seu rosto. Era lindo,mágico, era meu. Você ainda vai ser a pessoa que eu mais vou odiar no mundo, pode ter certeza, só assim poderei esquece-lo de vez, mas sinceramente... eu prefiro não esquecer. 
Eu só espero que lembre das cartas que te enviava quando estava longe de mim e espero muito que tenha guardado elas, e que lembre dos presentes mais singelos, mais bobos, das lágrimas mais sinceras. E lembre do meu carinho, do meu abraço, do meu sorriso, e de todas as minhas manias que um dia escreveu no seu caderninho de lembranças de nós dois. Você ainda possui ele? Ainda está na sua gaveta secreta? Aliás, você ainda tem ela? Não deve se importar mais com isso. 
Você amadureceu, seu coração congelou, e parecia que tinha me excluído da sua vida. Você não sabe, mas eu percebia quando não estava afim de me ver, de conversar comigo. Tudo ficou tão monótomo né? Eu sei, tenho parcela de culpa nisso. Mas não minto, eu o amei todos os dias em que estava contigo, o amei cada segundo. E não vou mentir mais uma vez, eu ainda o amo, eu ainda acho que todos esses problemas vão se resolver com o tempo. Por isso amor, eu vou desaparecer, pelo menos por um tempo. Eu só quero que nesse pequeno tempo, você se concentre na gente, mas não demore, eu posso mudar de ideia. Eu posso te esquecer de uma vez por todas.

Um comentário:

  1. Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos perídos mais
    marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso? (sinopse do meu blog)
    Acessa o meu blog?
    "Blog de uma adolescente"

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

    Espero a sua visita, se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
    Desde já obrigada, tenha uma ótima semana.
    Atenciosamente Tainã Almeida.

    ResponderExcluir