Páginas

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Como um deserto.



Quando o sol se põe em um deserto escaldante logo a noite fica fria, escura. Logo os bichos dos mais diferentes tipos saem de seus buracos cavados na areia quente que agora é gelada. Um deserto geralmente é vazio, triste e parece um lugar sofrido. É assim como me sinto. Nem tanto, mas sim, pareço um deserto escaldante, frio e vazio. Escaldante por ser impulsiva, frio por que já me disseram que não tenho coração, e vazio por que já não sinto as mesmas sensações boas de antes. Vazio, é como me sinto. Eu não queria ter mesmo um coração. Imagine só, talvez eu não sofreria tanto. Mas também não te amaria tanto. Não te amaria nem um pouco. 
Já percebi que tudo o que é bom suficiente(mente) capaz de nos fazermos felizes, sempre acaba em uma péssima hora. Péssimo dia. Estou em péssimo estado. Ressaca moral. Depois de litros e mais litros de mentiras e ilusão. Me iludi mas não o quero ver chorar, sofrer, se machucar. Então o iludi, mas me iludi também. Ilusão dupla. Quem sofre agora somos nós dois. Quem chora agora é ele, mas não posso secar suas lágrimas. Sendo assim o trarei de volta. Não quero isso. Quero paz. '' Paz mundial'' é o que dizem as misses por aí quando já não se tem mais nada a declarar. 
Mas ainda continuo num deserto. Nada muda. Tudo gira, mas nada sai do lugar. É como num sonho, daqueles que você tenta correr e não consegue. Não sabe quem está atrás de você, mas sabe que alguém está. Não sabe onde quer chegar e não tem palavras para dizer. Grita. Apenas grita. Estou enlouquecendo calada. Não quero me expressar. Não tenho nada a dizer e de repente tenho tanta coisa pra te falar. Tenho planos e fugas em mente. Não consigo colocar em prática. São apenas planos. Planos e controversas. Sei lá.
 Palavras subordinadas por mentiras, e as verdades estão escondidas com medo de serem ditas, mal interpretadas. E já não tenho motivos para tanta felicidade. A alegria de algumas pessoas estão começando a me encomodar. Os sorrisos falsos, risos irônicos e pessoas implícitas. Isso me encomoda muito.
As vezes estar em um deserto escaldante longe de tudo e de todos mesmo que seja só um pesadelo bom, talvez seja a melhor maneira de fugir da realidade esdrúxula.  

Um comentário:

  1. só vou postar pq depois vc vai fala q eu n li nada . delisscia

    ResponderExcluir